Minicursos Aceitos

Clique aqui e faça o download do livro completo dos tutoriais 
 

Minicurso 1

  • Título: Pesquisa em UX: coleta e síntese de dados
  • Duração: 6 horas
  • Idioma: Português
  • Resumo: Este minicurso é proposto para fornecer fundamentação teórica e prática em Pesquisa com Usuários a profissionais de UX que precisam realizar coletas de dados em sua atividade. Para tanto, tem como objetivo proporcionar experiência prática aos participantes quanto à coleta e síntese de dados em pesquisa com usuários finais, especialmente em ambientes corporativos. Nesse sentido, esta proposta se envolve principalmente com entrevistas, observação, anotações, análise e síntese de dados coletados e apresentação de resultados em pesquisas formais de usabilidade de software, uma vez que a maioria dos cursos disponíveis no mercado que tratam de experiência do usuário não têm como foco principal a coleta e síntese de dados, mas sim o envolvimento de usuários principalmente nas fases de design e avaliação, com ênfase na busca de possíveis soluções que melhorem a experiência do usuário, sem no entanto explicitar como obter tais dados. O foco, assim, concentra-se: (a) na fase de coleta de dados e (b) na fase de síntese. Tais, aspectos, estudados à parte, são de grande importância principalmente para a elaboração de relatórios detalhados a serem encaminhados aos responsáveis pelo (re)design de telas e consequente atendimento das necessidades dos usuários, uma vez que o objetivo da coleta de dados com usuários é entender suas necessidades, incluindo limitações e contexto, onde o pesquisador atua como mediador entre tais necessidades e a equipe de desenvolvimento. Referente à fase de coleta de dados, o foco será a elaboração de guias de entrevista e/ou roteiros de validação, pois são essenciais e norteadores da coleta de dados. Já quanto à fase de síntese de dados, serão abordados: a classificação dos elementos encontrados na pesquisa documental, a compreensão da expressão verbal e não verbal dos usuários e como pontuar o que é importante para a pesquisa, a diferença entre problemas de sistema e de processo e a distinção entre problemas pontuais e desafios mais amplos que envolvem processos nas empresas.
  • Cecília Henriques (Reference Minds Pesquisa e Educação Corporativa): é Mestre em Educação e Especialista em Tecnologias da Informação e Comunicação aplicadas à Educação. Pesquisadora em usabilidade com experiência em design centrado no usuário, interação humano-computador, experiência do usuário e pesquisa qualitativa.
  • Denise Pilar (SAP Labs Latin America): é Doutora em Psicologia Cognitiva, Mestre e Bacharel em Ciência da Computação. Experiência em infra-estrutura de back-end, desenvolvimento middle-tier e front-end, e design centrado no usuário. Atuação em Desenvolvimento e Gerenciamento de Produto para oferecer melhores soluções de design de interface para o usuário final.

 

Minicurso 2

  • TítuloDesigning and Assessing Interactive Systems Using Task Models
  • Duração: 3 horas
  • Idioma: O minicurso será ministrado em Português
  • Resumo: This mini course takes a practical approach to introduce the principles, methods and tools in task modelling. The course is organized in two parts. Part 1: A non-technical introduction demonstrates that task models support successful design of interactive systems. Part 2: A more technical interactive hands-on exercise of how to "do it right", such as: How to go from task analysis to task models? How to assess (through analysis and simulation) that a task model is correct? How to identify complexity of user tasks.
  • Célia Martinie (Toulouse 3): is Assistant Professor in Computer Science at University of Toulouse 3. She has been working on task modeling techniques for the design and development of interactive systems since 2009 and led the development of HAMSTERS tool.
  • Philippe Palanque (Toulouse 3): is Professor in Computer Science at University of Toulouse 3. The main driver of Philippe’s research has been to address in an even way Usability, Safety and Dependability in order to build trustable safety critical interactive systems. As for conferences he is a PC member of conferences in these domains such as DSN 2014 (44th conference on Dependable Systems and Networks), and was co-chair of CHI 2014.
  • Marco Winckler (Toulouse 3): is Associated Professor in Computer Science at University of Toulouse 3. He obtained a PhD degree in Informatics (2004) from University of Toulouse 1 (France) and a Master's degree in Computer Science (1999) from the Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Brazil). His research is focused on models, methods, techniques and tools to support the development of reliable, usable and effective interactive systems. He is responsible for the internship of the Master program on Human Computer Interaction (http://www.masterihm.fr). He serves as chair for the IFIP working group 13.2 on Methodologies for User-Centered Systems Design and as secretary of IFIP TC 13 on Human-Computer Interaction.

 

Minicurso 3

  • TítuloIHC e Segurança: Avaliando o Risco do Usuário
  • Duração: 3 horas
  • Idioma: Português
  • Resumo: A área de IHC a de segurança da informação tem visões distintas e contraditórias sobre o papel do usuário quando o assunto é o usuário no aspecto de segurança. O fato é que seres humanos cometem erros ou falhas, mesmo na presença de processos bem estabelecidos. Por exemplo, um estagiário recém admitido e assíduo participante de redes sócias (via mobile ou Web), mesmo instruído e advertido sobre o uso da rede e/ou o acesso a Internet provavelmente não resistirá a tentação de acessar suas mídias, visualizar conteúdos e até mesmo clicar em links desconhecidos. Em outro exemplo, usuários extremamente qualificados e habituados com o sistema e suas funcionalidades, em momentos de estresse podem cometer falhas de usuários principiantes. Uma possível solução para esse problema é a avaliação do risco ou grau de ameaça que um usuário pode representar ao interagir com ambientes computacionais. Tal avaliação é útil na medida que possibilita estimar onde possíveis falhas humanas e rupturas de comunicação podem ocorrer, como elas podem acontecer e, por fim, quais danos podem acarretar. A questão é: como se faz isso? Até onde os autores deste minicurso conhecem, embora existam normas e recomendações na área de segurança da informação, não existe um esquema, método ou regra que permita inferir sobre o grau de risco de um usuário computacional durante sua interação com o ambiente computacional. Neste contexto, este minicurso pretende preencher esta lacuna ao mostrar que é possível avaliar o risco do fator humano ao interagir com ambientes computacionais, explorando para tanto aspectos de segurança e de IHC. A ideia é apresentar e combinar conceitos de ambas as áreas de modo a permitir a identificação do comportamento de usuários em relação ao ambiente (desde o manuseio de equipamentos até o uso de aplicações e sistemas) e definição de fatores que permitam mensurar os riscos envolvidos da presença e interação de usuários com ambiente computacional.
  • Karla Susiane Pereira (Universidade Federal do Amazonas): é mestranda no Programa de Pós-Graduação em Informática (PPGI) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Atua como pesquisadora do Grupo de Pesquisa em Tecnologias Emergentes e Segurança de Sistemas (ETSS) do Instituto de Ciência da Computação (IComp) da UFAM. Suas áreas de interesse são: Segurança de Sistemas e IHC.
  • Tayana Conte (Universidade Federal do Amazonas): é Doutora em Engenharia de Sistemas e Computação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), é Professora Adjunto do Instituto de Computação (IComp) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Atua como uma das líderes do Grupo de Pesquisa Usabilidade e Engenharia de Software (USES) do IComp/UFAM. Suas áreas de interesse são: Usabilidade e User eXperience, integração entre Engenharia de Software e IHC, melhoria de processo de software, engenharia de software experimental.
  • Eduardo Feitosa (Universidade Federal do Amazonas): é Doutor em Computação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), é Professor Adjunto do Instituto de Computação (IComp) da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Atua como um dos líderes do Grupo de Pesquisa em Tecnologias Emergentes e Segurança de Sistemas (ETSS) do IComp/UFAM. Suas áreas de interesse são: segurança de redes e sistemas confiabilidade de serviços, redes da próxima geração e tolerância a falhas. Já publicou cinco minicursos relacionados a área de Segurança de Sistemas.